TRT anula multa de R$ 12 milhões aplicada à Arquidiocese da PB por acusação de exploração sexual

Por Fonte83 - 08/11/2019
Clique aqui e escute a notícia

O Justiça do Trabalho anulou a multa de R$ 12 milhões aplicada contra a Arquidiocese da Paraíba por acusação de exploração sexual. De acordo com o julgamento do recurso interposto pela Arquidiocese, que aconteceu nessa quinta-feira (08), não existem provas suficientes no processo. A procuradoria do Trabalho afirmou que vai recorrer da decisão.

A multa foi aplicada em janeiro de 2019, mas o caso vem sendo investigado desde 2014. Conforme a acusação, um grupo de sacerdotes pagava por sexo a flanelinhas, coroinhas e seminaristas.

Segundo Eduardo Varandas, procurador responsável pela denúncia, a indenização de R$ 12 milhões – R$ 1 milhão para cada ano de dom Aldo Pagotto à frente da Arquidiocese – seria revertida “para o fundo da infância, da adolescência e instituições congêneres que trabalham com crianças sexualmente exploradas e atuam na recuperação psicóloga e na reinserção social”.