Partidos tentam tirar Aguinaldo Ribeiro da liderança da maioria na Câmara

Por Congresso em Foco - 05/08/2020

Um conjunto de dez partidos assinou um requerimento para que o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) deixe a liderança da maioria da Câmara. O grupo defende a escolha de Celso Sabino (PSDB-PA) para o cargo. A manobra faz parte da estratégia do deputado Arthur Lira (PP-AL) de tentar enfraquecer Aguinaldo, um dos nomes cotados por Rodrigo Maia (DEM-RJ) para sucedê-lo na presidência da Câmara em 2021.

A direção nacional do PSDB emitiu nota negando que faça parte da movimentação. A legenda afirma que vai tomar providências caso a indicação de Sabino seja confirmada. O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio, também disse que é contra.

O movimento de tentar tirar Aguinaldo da liderança da maioria acontece após DEM, MDB, PTB e Pros anunciarem que vão sair de um bloco partidário comandado por Lira. Antes com 221 deputados, o bloco vai ficar com 136 (PP, PL, PSD, Solidariedade, PSD e Avante). O grupo foi formado no início do ano para negociar espaços na Comissão Mista de Orçamento.