Paraíba registra 1.279 casos e 22 pacientes internados por covid-19 nesta quinta

Por Fonte83 - 22/07/2021

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quinta (22), 1.279 novos casos de covid-19. Entre os confirmados, 70 (5,47%) são casos de pacientes graves e 1.209 (94,53%) são leves. Agora, a Paraíba totaliza 416.261 casos confirmados da doença, distribuídos por todos os 223 municípios.

Também foram confirmados nove novos óbitos desde a última atualização, sendo sete ocorridos nas últimas 24 horas. Os óbitos confirmados neste boletim aconteceram entre os dias 10 e 22 deste mês, sendo dois em hospitais privados e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 8.915 mortes. O boletim registra ainda um total de 288.893 pacientes recuperados da doença.

Cinco municípios concentram 531 novos casos, o que corresponde a 41,52% dos casos registrados nesta quinta. São eles: Campina Grande, com 215 novos casos, totalizando 40.058; João Pessoa, com 163 novos casos, totalizando 101.983; Sousa, com 66 novos casos, totalizando 7.115; Bayeux, com 44 novos casos, totalizando 7.855 e Solânea, com 43 novos casos, totalizando 4.029.

Até esta quinta, 222 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os nove óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Campina Grande (2); João Pessoa (5); Santa Rita (1) e São Bento (1).

As vítimas são 03 homens e 06 mulheres, com idades entre 42 e 89 anos. Hipertensão e obesidade foram as comorbidades mais frequentes e 04 não tinham comorbidades.

A ocupação total de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, pediátrico e obstétrico em todo o estado é de 33%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 26%. Em Campina Grande estão ocupados 43% dos leitos de UTI adulto e no sertão 44% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 22 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 372 pacientes estão internados nas unidades de referência.