Motoristas de ônibus pressionam empresas por melhorias e reajuste salarial; greve não é descartada

Por Fonte83 - 13/01/2022

Motoristas de ônibus de João Pessoa se mobilizam para cobrar reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho. A categoria decidiu esperar pelo posicionamento das empresas de transportes coletivos urbanos até o dia 24 de janeiro. Caso não haja acordo, pode haver greve.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Motoristas da Paraíba, Ronne Nunes, entre as principais reivindicações da categoria está o fim do intervalo de 4 a 6 horas entre expedientes diários. A jornada, criada devido à redução de frota na pandemia, faz com que os motoristas passem mais de 8 horas fora de casa, provocando exaustão.

“O trabalhador sai para trabalhar antes do amanhecer e só retorna para sua casa à noite. Ele faz de duas a três viagem pela manhã, passa entre 4 a 6 horas de repouso, e depois faz mais de 2 ou 3 viagens, que se estendem da tarde até a noite”, explica Ronne Nunes.

Os motoristas de transportes coletivos também cobram auxílio-alimentação e renovação do fardamento. A campanha por melhorias começou em dezembro de 2021.