Justiça proíbe comerciantes de promoverem manifestação em Cabedelo

Por Fonte83 - 22/05/2020

A Justiça proibiu a realização de qualquer manifestação, protesto ou reunião pública neste sábado (23), em Cabedelo, sob pena de multa de R$ 1 mil por pessoa identificada. A decisão é da juíza Giovanna Lisboa Araujo de Souza, da 3ª Vara Mista de Cabedelo.

Os comerciantes organizaram uma manifestação, que possivelmente ocorreria para pedir o retorno das atividades comerciais. “Embora não desconheça que a Carta Política confira aos cidadãos o livre direito de manifestação e de reunião, neste momento, utilizando-se do princípio da preponderância dos interesses em conflito, depreende-se que, a pretexto de exercício da atividade econômica, os demandados pretendem violar direitos sociais e garantias fundamentais dos cidadãos desta urbe”, ressaltou a juíza.