Após levar ‘banho’ de povo no Sertão, João se consolida como liderança de massa na Paraíba; por Fabiano Gomes

Por Fabiano Gomes - 10/07/2023

As plenárias do Orçamento Democrático estão de volta com uma boa nova para o governo estadual, e, por consequência, uma má notícia para a oposição ao governador João Azevedo. Durante as primeiras três plenárias ocorridas até agora (em São José de Piranhas, em Sousa e em Itaporanga), João Azevêdo tem sido recebido com um entusiasmo que salta os olhos.

É nessas plenárias que o governador e seu secretariado ficam frente a frente com o povo, que costuma ir às plenárias para fazer reivindicações e opinar sobre o desempenho do governo. Pois bem, como gosta de dizer meu amigo Bruno Filho. Quem acompanhou de perto, e eu liguei para vários amigos que tenho em cada uma dessas cidades para comprovar a informação, é de impressionar a vibração do povo que tem lotado as plenárias do Orçamento Democrático, principalmente quando João chega aos locais e quando fala.

Ouso dizer que é uma verdadeira lua de mel de um governador com seu povo, mas é possível agregar com algo mais. João Azevêdo está se consolidando como uma grande liderança política, ele que há apenas quatro anos era um conceituado técnico que conhecia o estado como ninguém, mas era conhecido apenas por poucos.

Em quatro anos de governos cheios de percalços como a pandemia e convivendo com um presidente hostil ao Nordeste, João teve sua gestão avaliada pelo povo e venceu a eleição.  E não foi uma vitória qualquer. João enfrentou grupos poderosos da política paraibana, inclusive Ricardo Coutinho que não se cansava de colocar em dúvida a liderança do governador. Quando o resultado foi divulgado, João calou muitas bocas, colocando cada um dos seus opositores em seu devido lugar.

O reconhecimento de hoje não acontece por conta dos olhos de João, que eu nem sei julgar se são bonitos ou feios. São as obras maturadas nos últimos quatro anos, espalhadas por todo o estado, que começam a sair do papel, a ganharem vida e a encherem os olhos dos paraibanos. Só para vocês terem uma ideia do que estou falando, não há uma única cidade que não tenha uma obra ou ação do atual governo. Só no Sertão, onde aconteceram as primeiras três plenárias, são mais de R$ 500 milhões em obras.

E olha que o segundo governo de João Azevêdo está só começando.