MP cita que grupo de RC tinha influência sobre o TCE para encobrir ‘crimes’

Por Fonte83 - 17/12/2019

A atuação da organização criminosa supostamente comandada pelo ex-governador Ricardo Coutinho contava com a conivência de membros Do Tribunal de Contas do Estado (TCE). De acordo com a decisão judicial do desembargador Ricardo Vital, do Tribunal de Justiça da Paraíba, que determinou a prisão de Ricardo Coutinho e outros agentes políticos com base em denúncia do Ministério Público, o ex-governador tinha influência e domínio sobre o TCE de forma a encobrir condutas criminosas. 

Veja lista de agentes políticos alvos de mandado de prisão

“As perscrutações teriam evidenciado o domínio de Ricardo Coutinho, então governador, sobre os demais poderes, e, ademais, detectado a atuação do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), por parcela veemente de seus conselheiros, no sentido de encobrir, ocultar e, em determinadas situações, potencializar as condutas delituosas”, afirma o desembargador.