Entrevista: agrotóxicos tem impacto direto na saúde humana, diz especialista

Por Fonte83 - 16/08/2019
Clique aqui e escute a notícia

Os agrotóxicos utilizados na produção da maioria dos alimentos no Brasil causam danos ao meio ambiente e à saúde do produtor rural e do consumidor. Sempre que possível, a preferência deve ser aos alimentos agroecológicos ou orgânicos. Atualmente, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. Diversos estudos comprovam os malefícios para a saúde humana e ambiental da exposição aos agrotóxicos. Os números de exportações de produtos básicos na balança comercial brasileira se mantêm até agora, neste ano, nos mesmos níveis do ano passado, mas isso pode mudar dentro de algum tempo, com a repercussão negativa do furor do governo de Jair Bolsonaro (PSL), em liberar agrotóxicos para o setor de agronegócios.

O Fonte83 entrevistou a nutricionista Débora Oliveira sobre os principais riscos do consumo de agrotóxicos na alimentação humana.

Confira:

Primeiramente, quais são as principais doenças desencadeadas pelos agrotóxicos no ser humano ? 

Segundo estudos, cerca de 35% dos casos de câncer estão relacionados à alimentação, e os pesticidas presentes nos alimentos são os maiores responsáveis. O consumo elevado dos agrotóxicos aumentam o coeficiente médio da intoxicação aguda, subaguda, malformação fetal, câncer infanto-juvenil.

Todos os alimentos ‘naturais’ que consumimos tem agrotóxicos?

A maioria dos alimentos possuem agrotóxicos, dentre eles os alimentos com maior teor são: morangos, soja, mamão, cenoura, abacaxi, banana, tomate e milho.

Algum de seus pacientes já teve algum tipo de intoxicação alimentar devido a ingestão de agrotóxicos?

Não. Se teve não relacionou ao uso, que é bem mais complicado. As vezes pode associar erroneamente a outro fator externo e não à quantidade de agrotóxicos na alimentação.

Quais as principais características de alimentos com agrotóxicos?

Comparado aos alimentos orgânicos, o tamanho pode ser maior, a coloração mais viva e o seu sabor poderá ser pouco afetado. Isso será o indicativo de algum tipo produção artificial que possivelmente utiliza agrotóxicos.

O que você instrui aos pacientes como forma de manter uma alimentação equilibrada e livre desses tóxicos disfarçados de saudáveis?

Indico sempre alimentos orgânicos. Eles estão se tornando cada vez mais populares devido aos seus benefícios para a saúde e para o meio ambiente. Entretanto, muitas pessoas não sabem distinguir os alimentos convencionais (não orgânicos) dos orgânicos e desconhecem as vantagens de se aderir uma alimentação livre de produtos químicos.

Atualmente, esses alimentos não se restringem às frutas e vegetais comprados em feiras específicas, é possível encontrar diversos tipos desses alimentos para complementar sua dieta, desde produtos de consumo diário como arroz, feijão, ovos e frango, até alimentos mais específicos como o vinho, o mel e até mesmo o cacau orgânico ou chocolate orgânico.

Em um alimento orgânico não é aplicado nenhum elemento químico potencialmente prejudicial ao solo, ar ou água. A intervenção química é evitada ao máximo, mantendo o ambiente livre de toxinas. São as recomendações que faço sempre que prescrevo as dietas de acordo com a necessidade individual.