Dinho quer fazer história; por Adriana Bezerra

Por Fonte83 - 13/01/2021

A tarefa – verdade seja dita – não é das mais fáceis.

Mas o histórico de tentativas e (sucessivos) fracassos dos planos de construção de novas casas legislativas em João Pessoa dão o que pensar.

A saga da mudança da Assembleia Legislativa é ilustrativa.

Até dinheiro (que costuma ser a parte mais difícil) tinha.

E ainda assim a AL não saiu do lugar.

A Casa de Epitácio Pessoa teve que se contentar com uma reforma.

Que demandou outra reforma.

E a despeito da modernização do plenário, com os vistosos “brincos” de Gervásio Maia, os gabinetes continuam pingando bolor nas cucas parlamentares.

Saga análoga acontece na residência oficial de Napoleão Laureano, sufocado numa estrutura que não comporta mais o legislativo municipal.

Na posse dos novos vereadores, a energia do plenário caiu duas vezes.

Suspeitam que foi “caída”, mas aí o enredo é outro.

O fato é que, naqueles instantes de breu, o novo presidente teve o insight:

Vai construir casa nova para Laureano.

Vai fazer acontecer o que seus antecessores tentaram e não conseguiram.

Valdir José Dowsley, que modestamente se apresenta como Dinho, quer fazer história.

E os pessoenses querem que ela seja feita.