Coordenador do Gaeco diz que “só quem não pode pagar, fica preso”

Por Fonte83 - 13/02/2020

O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Octávio Paulo Neto, responsável pela investigação da Operação Calvário, postou em um perfil de rede social que, no Brasil, só fica preso quem não pode pagar para estar livre.

“Um retrato, recorte , sobre o labirintar lúdico processual… Neste país só quem não pode pagar, fica preso ….. Pior são os pseudos filosofos e suas alegorias narrativas que tentam justificar os maiores absurdos processuais sob a alegação do pleno exercício de um direito… como se não existisse direito a segurança… a vida … ao patrimônio e principalmente ao futuro ….Enquanto isso a corrupção apodrece todos os alicerces de nosso país… consome nossa esperança…. Enquanto isso poucos se refestelam e gracejam ….”.

O texto é uma legenda para um vídeo em que o presidente do Supremo Tribunal federal (STF), Dias Toffoli, cita uma peça jurídica de um recurso absurdamente longo.