Contraponto esportivo: o retorno de Vilar ao Botafogo-PB

Por Fonte83 - 06/01/2021

O Fonte83 estreia nesta quarta-feira (6) a coluna “Contraponto esportivo”, que vai abordar esportes em geral, mas com foco especial naquele que é uma verdadeira paixão nacional: o futebol. A coluna vai ser produzida pelos jornalistas Francisco Varela Neto e Halan Azevedo, trazendo opinião e informação sempre nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 16h.

A coluna será dividida em duas partes. No tema do dia, cada colunista dará opinião sobre um assunto relevante. Depois, no ‘Tabelinha’, informações curtas e variadas sobre diversos temas que movem o mundo esportivo.

Tema do dia – O retorno de Vilar

Francisco Varela Neto

O Botafogo-PB recorreu, após a saída do técnico Evaristo Piza, ao velho e competente Marcelo Vilar. A escolha foi um acerto, levando em conta que o cube passa por um processo de reestruturação financeira. Vilar se encaixa no perfil “bom e barato”. Não bastasse isto, o treinador é mais do que identificado com o clube, afinal de contas ele era o comandante do maior título de futebol que a Paraíba, e o Botafogo, têm: o Campeonato Brasileiro da Série D pelo Belo em 2013.

Halan Azevedo

Por outro lado, o retorno de Vilar, por mais competente que ele seja, é um passo atrás (embora necessário) dado pelo Botafogo-PB. O clube vinha estruturado financeiramente até o início de 2020. O caldo entornou na diretoria anterior. Um desastre atrás do outro, e agravado pela pandemia. Vilar é, em tese, um treinador mais barato do que Piza. Porém, Piza, por mais contestado que tenha sido, é um técnico um pouco mais ofensivo do que Vilar. Arrisca mais no jogo. O time dele agride mais o adversário. Vai ser preciso garimpar a dedo os jogadores. Até onde Vilar será capaz de fazer isso sem muito recurso? O que aconteceu em 2013, a montagem daquele time, não vai se repetir no Belo este ano, tempo de vacas bem magras.

Tabelinha

Belo tem pressa para formar elenco

Após acertar com Marcelo Vilar, o Botafogo-PB vai se apressar para formar o elenco deste ano. Segundo o presidente do clube, Alexandre Cavalcanti, o Belo tem acerto verbal com 15 jogadores. Porém, nenhum reforço será anunciado até que o contrato seja assinado. Em crise financeira, dificilmente algum jogador conhecido a nível nacional irá pintar na Maravilha do Contorno no primeiro semestre.

Punição ao preconceito

Chega em boa hora a nova lei estadual que pune clubes e responsáveis por eventos esportivos realizados na Paraíba em casos de racismo, LGBTFobia, injúria racial e LBGTfóbica. Resta ao Estado melhorar a fiscalização contra esses atos, que, infelizmente, ainda estão presentes na boca de alguns torcedores. Porém, que não apenas os clubes coniventes sejam punidos, mas também esses “torcedores” que, em pleno século XXI, agem como verdadeiros imbecis.

Futebol nesta quarta

A noite desta quarta-feira (6) vai ser de rodada do Brasileirão e de semifinal de Libertadores da América. Os destaques são as partidos entre Flamengo x Fluminense, no Maracanã, com ambos precisando vencer, e Boca Juniors x Santos, pelo jogo de ida entre os dois times na Libertadores. O Boca é favorito, mas a garotada do Santos pode surpreender e trazer um bom resultado para o jogo de volta.