Cidadania nacional discute federação partidária com PSDB e PV e pode complicar alianças de João Azevêdo

Por Fonte83 - 18/10/2021

Uma possível união, por meio de federação partidária com duração de quatro anos, entre o Cidadania, o PSDB e o PV pode complicar as relações para alianças do governador João Azevêdo (Cidadania) para a formação de sua chapa em 2022. 

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, afirmou que a sigla tem acordo avançado com o PV para união em 2022 e busca um terceiro partido para se fortalecer. 

“Houve uma conversa [sobre federação partidária] com Eduardo Leite (PSDB), mas temos problemas em alguns estados, inclusive na Paraíba, por conta de alianças em cada região”, afirmou Roberto Freire.

Caso a federação partidária siga em frente, Cidadania, PSDB e PV, que possuem nomes como o governador João Azevêdo, o ex-governador Cássio Cunha Lima e o ex-prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, como principais nomes, podem estar juntos na eleição para o Governo do Estado e forças mudanças partidárias, já que, uma vez formalizada, a federação tem validade obrigatória em todo o Brasil.