Candidato ou boi de piranha?, por Fabiano Gomes

Por Fonte83 - 02/12/2019
Clique aqui e escute a notícia

Chegamos a dezembro. O ano acabou.

E que ano!

2019 desafiou até a imaginação, com suas polêmicas e pouca reação ao que realmente interessa, que é a vida recuperação econômica e dos empregos.

Mas não se enganem – 2019 continua em 2020.

E com um teste de fogo no meio: as eleições municipais.

Os pretensos candidatos já estão se apresentando.

Um deles me chama a atenção:

O candidato a candidato Gervásio Maia.

A pergunta pertinente aqui é: Gervasinho é mesmo candidato ou é um boi de piranha, estrategicamente usado por quem realmente conhece as regras desse jogo pesado?

Ele acredita que sim.

Mas há um balaio de “ses” no caminho do deputado federal…

Se Ricardo vai mesmo cumprir o acordo de lançá-lo candidato.

Se essa promessa continua caso ele próprio, Ricardo, esteja apto a reconquistar um cargo público.

Se a Operação Calvário não destruir todos os planos.

Se Gervasinho conseguirá sair do humilhante traço eleitoral que produziu nas últimas eleições, quando foi solenemente ignorado pelo eleitor pessoense.

De todos esses ses o mais improvável é Ricardo, sem mandato, abrir mão de disputar a eleição em nome de Gervásio.

Mas ele – repito – acredita.

E tem armado sua metralhadora giratória com a munição e a mira que Ricardo determina.

Mas vamos lá…

E se todos esses ses se viabilizarem, contra todas as indicações em contrário, como ele enfrentará palanque e microfone ao lado de um mago que ele tanto demonizou?

Como diria o saudoso Luiz Otávio, minha memória é o que me lasca.

E a lembrança está fresca sobre todas as acusações, difamações e ofensas lançadas por Gervasinho contra o então governador Ricardo Coutinho, em que os paraibanos – na ótica dele – jamais deveriam confiar.

Talvez ele também não devesse.

Pois acreditando, e se deixando usar como peão amestrado nesse tabuleiro, Gervasinho toma a cada dia mais a forma ridícula e vexatória do famoso boi de piranha.