Cadê as vacinas?

Por Fonte83 - 22/04/2021

As principais cidades da Paraíba – entre as quais João Pessoa e Campina Grande – estão com os estoques zerados.

Depois de muito choro e ranger de dentes dos gestores locais, o Ministério da Saúde prometeu enviar hoje pouco mais de onze mil doses – é pouco, quase nada, e não resolve a demanda de paraibanos que já passaram do período de tomar a segunda dose.

A justiça federal multou prefeitos e governadores, acolhendo denúncia do ministério público federal.

Responsabilizando aqui um problema gerado alhures.

Afinal, o governador João Azevedo e os prefeitos não têm como aplicar a vacina que não existe.

João Azevedo, aliás, está entre os paraibanos que deixou de tomar a segunda dose.

O problema é tão agudo que a secretária de saúde de João Pessoa já se articula para fazer compra direta junto a farmacêutica Pfizer.

As iniciativas de estados municípios de abastecerem por conta própria seus estoques, porém, têm sido vistas com maus olhos pelo governo federal, que faz questão de centralizar a distribuição de doses.

Dividindo o nada com ninguém.

Esse é o retrato da pandemia no Brasil – cenário que assusta os brasileiros e também amedronta o restante do mundo.

Sem vacinas, com contaminação e mortes em alta, eis um barril que já explodiu.