Até quando vamos ser corruptos?

Por Fonte83 - 26/01/2021

Alguns brasileiros – nem todo mundo se encaixa no perfil obviamente – superam os limites da maldade, perversidade, desamor.

Desrespeitar, por exemplo, o protocolo estabelecido que deu a algumas pessoas o papel de ser grupo prioritário é, para mim, a grande demonstração da desumanidade existente no íntimo de muitos, inclusive daqueles que apontam o dedo julgando a corrupção.

Nós apontamos o dedo todos os dias para os políticos. Certamente porque são os detentores do poder e isso faz parecer que apenas eles cometem atos de corrupção. Mas furar a fila da vacina contra a covid-19 é um ato gigantesco de corrupção e, de acordo com algumas denúncias, nessa lista não estão apenas políticos.

E se são algumas autoridades as responsáveis por permitir isso, aqueles que aceitam ser colocados na condição de fura-fila não podem ser considerados menos corruptos.

Pense que quem aceita essa condição está tirando de quem mais precisa o direito de se imunizar, porque de fato tem a necessidade de estar no grupo prioritário.

São médicos, enfermeiros, técnicos, auxiliares, fisioterapeutas, maqueiros… enfim, uma gama de profissionais que têm dedicado seus dias a salvar vidas que estão sendo privados de serem imunizados porque você aceitou ser polo passivo e ativo na ação corrupta de furar a fila.

Querer ser inocente sob a justificativa de que aceitou esse papel só porque alguém o ofereceu só piora a situação.

A corrupção nesse país precisa acabar. É urgente que isso aconteça. Mas esse sonho só será concretizado quando nós, brasileiros, políticos ou não, deixarmos de ser corruptos, cada um de nós.