Confira o nosso resumo nacional e internacional

Por Fonte83 - 16/05/2019
Clique aqui e escute a notícia

As manifestações contra os cortes na educação. A reação de Bolsonaro. O impacto para o governo. As suspeitas contra Flávio. E outras coisas mais.

O protesto pela educação

As manifestações contra os cortes na educação anunciados pelo governo Jair Bolsonaro tomaram ontem ruas de cerca de 200 cidades no país, nos 26 estados e no Distrito Federal. Não houve contagem oficial de pessoas pelas autoridades. A União Nacional dos Estudantes estimou em 1,5 milhão o número de manifestantes. / O Globo

A reação do presidente

Nos EUA para receber uma homenagem, Bolsonaro reagiu da seguinte forma aos protestos: “A maioria ali é militante (…). Se perguntar [quanto é] sete vezes oito, não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. São uns idiotas úteis, uns imbecis que estão sendo utilizados como massa de manobra de uma minoria espertalhona”. / Folha

O universo do ataque

“Idiota útil” é uma expressão já utilizada em ocasiões anteriores pelo presidente da República. Sua origem remonta à época da Guerra Fria e integra o vocabulário da ala do governo próxima das ideias do escritor Olavo de Carvalho. O “Durma com essa”, podcast de notícias do Nexo, tratou ontem do assunto. / Nexo

O impacto para Bolsonaro

Foi o primeiro grande protesto contra um presidente que tem quatro meses e meio de mandato. Neste texto, dois cientistas políticos analisam os impactos da manifestação popular contra o governo, além da reação de Bolsonaro diante da mobilização nas ruas. / Nexo

O ministro na Câmara

Ministro da Educação, Abraham Weintraub esteve ontem no plenário da Câmara dos Deputados, numa sessão tumultuada em que recorreu a ironias e ouviu vaias e gritos de opositores para que ele se demitisse. / Poder360

As transações de Flávio

Dados da quebra de sigilo bancário revelados ontem pela revista Veja mostram que Flávio Bolsonaro comprou 19 imóveis por R$ 9 milhões entre 2010 e 2017, quando o hoje senador era deputado estadual. As transações são vistas pelo Ministério Público como indícios de “enriquecimento ilícito decorrente dos desvios de recursos” da Assembleia do Rio. / Veja

Os lucros do senador

Segundo o Ministério Público do Rio, há indícios de que Flávio lavou dinheiro com essas transações e lucrou mais de R$ 3 milhões. O senador nega qualquer irregularidade. / G1

Os parentes em gabinetes

Ao menos 13 parentes de Bolsonaro já ocuparam cargos em gabinetes parlamentares dele, quando era deputado, e de seus filhos Flávio e Carlos. Desse total, nove tiveram sigilo bancário quebrado na investigação de “rachadinha” de salários de funcionários da Assembleia Legislativa do Rio. / Época

Isolamento da Venezuela

O Departamento de Transporte dos EUA suspendeu ontem todos os voos de cargas e de passageiros para a Venezuela. A medida ocorre depois de o Departamento de Estado já ter alertado cidadãos americanos a evitarem o país por razões de segurança. / Folha

Transição no Sudão

Movimentos civis de oposição e militares sudaneses anunciaram ter chegado a um acordo para a formação de um governo de transição após a queda do presidente Omar al-Bashir, em abril. As próximas eleições nacionais foram marcadas para daqui a três anos. / O Globo

Fora da prisão

Michel Temer deixou a prisão ontem em São Paulo após seis dias. O ex-presidente foi beneficiado por um habeas corpus no dia anterior dado pelo Superior Tribunal de Justiça, no caso em que é acusado de receber propina nas obras da usina nucler de Angra 3. O político do MDB responde a uma série de outros processos. / G1

As cidades e as escolas

Este artigo, elaborado a partir de uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais, investiga como a distribuição desigual das oportunidades escolares no espaço urbano impacta as decisões das famílias sobre as escolas. / Nexo

Um teatro de terror

“Fantasmagorie” é uma animação nonsense com pouco menos de 2 minutos, produzida pelo cartunista Émile Cohl. Feita em 1907 e inspirada no Movimento Incoerente, é a primeira sequência animada de desenhos da história. / Nexo

O lirismo de Lyra

Nesta entrevista, o compositor Carlos Lyra, um dos melhores melodistas brasileiros, fala sobre “Além da Bossa”, seu primeiro disco de músicas inéditas em 25 anos. / Bravo!