CNJ arquiva ações que apontavam suposta demora de ministros do STJ na análise de recursos

Por G1 - 21/05/2019
Clique aqui e escute a notícia

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta terça-feira (21) arquivar duas representações contra ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suposta demora na análise de recursos que tramitaram no Tribunal.

Dois cidadãos apresentaram ao CNJ uma ação chamada representação por excesso de prazo. Uma delas contra o ministro Luís Felipe Salomão e a outra contra o ministro Antônio Saldanha Palheiro.

Eles alegaram “morosidade” no trâmite de um recurso especial e de um habeas corpus, respectivamente, ambos provenientes de Minas Gerais.