Adiamento da votação da reforma da Previdência na CCJ acende sinal amarelo no governo

Por Fonte83 - 18/04/2019
Clique aqui e escute a notícia

O adiamento da votação da reforma da Previdência na CCJ na quarta-feira (17) acendeu um sinal amarelo na equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro. Em conversa com deputados, integrantes do governo avaliaram que há risco real de derrota ou de uma vitória aperta na comissão – o que complicaria o caminho da proposta na comissão especial, próxima etapa da tramitação, e no plenário do Congresso.

Para evitar uma derrota, a equipe econômica do presidente autorizou mudanças no relatório que será votado na CCJ na próxima terça-feira (23). Devem ficar de fora da proposta mudanças no FGTS, a previsão de que só o governo pode mexer nas regras da aposentadoria e itens da desconstitucionalização, entre outros.

As informações são da coluna Painel.